Hacker flagra falcatruas no Wikipedia

Publicado: agosto 18, 2010 por Marcelo kTorZ em Artigos, Internet, Mídia interativa

Virgil  Griffith é um estudante americano de 27 anos, atualmente cursando PhD em Computação e Sistemas Neurais, que se tornou conhecido por suas habilidades como hacker, principalmente após ter inventado uma ferramenta que detectou a má índole de empresas, governos e pessoas em relação a informação disponível no Wikipedia.

O Wikipedia é mundialmente conhecido e é um dos sites mais acessados no mundo, servindo como fonte de informação e referência para muitas pessoas. Apesar de muito utilizado, muita gente ainda desconhece o fato de que o conteúdo pode ser postado ou editado a qualquer momento por qualquer pessoa na web. Esse mecanismo tira um pouco da credibilidade da informação, mas ao mesmo tempo permite que outros usuários reescrevam a matéria, criando um sistema livre e que no decorrer do tempo tende a melhorar a qualidade da informação publicada.

E num dia de inspiração,  Virgil criou o WikiScanner, uma ferramenta que possibilita saber quem editou o conteúdo e como ele foi editado. Isso tirou a máscara de grandes corporações e políticos, deixando-os de cabelo em pé.O WikiScanner funciona de uma maneira lógica e simples. Todo conteúdo publicado no Wikipedia pode conter o nome do autor ou ser publicado anonimamente. Porém, mesmo sendo anônimo, é possível rastrear o IP (IP é como se fosse a identidade de um local de acesso) de quem editou ou deletou a informação. Embora seja uma tarefa árdua em alguns casos, para um hacker isso se torna uma diversão. Uma tecnologia similar é utilizada para investigação de casos de pedofilia.

Atualmente no Wikipedia cerca de 21% do conteúdo é publicado anonimamente, e foi aí que o Wikiscanner foi utilizado. As descobertas foram impressionantes e mostram como as grandes empresas e políticos manipulam as informações disponíveis na web de acordo com seus interesses, tornando uma excelente ferramenta como o wikipedia em um mecanismo de propaganda e sem crédito algum.

Veja abaixo uma pequena lista das falcatruas detectadas por Virgil:

  • Microsoft apagou os resultados de avaliação negativa do XBOX 360;
  • No artigo sobre o 9 de setembro, o NRA (National Rifle Association, associação americana que encoraja o uso de armas para proteção do estado e do cidadão) adicionou que o Iraque estava envolvido no ataque terrorista;
  • A exploradora de petróleo Exxon Mobil fez alterações em artigos sobre vazamento de petróleo;
  • Uma associação de criadores de cães deletou parágrafos inteiros sobre ataques de cães a humanos;
  • Cientologia alterou críticas e deletou informações negativas sobre a crença;
  • Wallmart retirou críticas de trabalhadores e fornecedores por não terem sido pagos de acordo com o contrato;
  • Coca cola apagou conteúdo que citava efeitos negativos sobre o consumo da bebida;

Surpreso? Provavelmente não. Não é novidade nenhuma descobrir o quanto somos manipulados e como a informação é trabalhada para chegar ao nosso alcance. Infelizmente não passamos de bonecos nas mãos de grandes corporações. Think abou it!

LEIA TAMBÉM:

Upskirt Hunters – Cuidado ao usar mini saia!

10 Curiosidades sobre o Pai Google que você provavelmente desconhecia

Drogas legais são legais? Talking about the legal highs

Teste comparativo entre os principais navegadores

comentários
  1. Devemos mesmo desconfiar de toda fonte de informação. Até as que julgamos mais confiáveis podem conter algum tipo de “vício”.

  2. Quase todas as minhas fontes de informação contém vícios, até as reais, aliás, principalmente as reais!!! auehauehauehauehauehaeu Mas elas afirmam não serem viciadas…. auehauehauehauehauehaue

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s