Waste Land venceu o prêmio de melhor documentário internacional no Festival de Sundance desse ano. Mostra a relação entre a arte do artista super conhecido Vik Muniz e catadores de lixo do maior aterro do mundo no Rio de Janeiro.

Waste Land segue Vik Muniz enquanto ele viaja de sua casa em Brooklyn ao Jardim Gramacho, localizado na periferia do Rio de Janeiro para fazer retratos dos catadores de lixo do local. Vik usou o lixo coletado como material para os seus retratos e como fonte de inspiração para a sua arte.

Direção: Lucy Walker/ Co-direção: João Jardim e Karen Harley/ Produção: Fernando Meirelles/Música: Moby

Em torno de  5.000 pessoas vivem perto do aterro e outras 15.000 subsistem do que coletam no Jardim Gramacho.”Estas pessoas estão no outro extremo da cultura de consumo. Pensava que encontraria pessoas derrotadas e destruídas, mas eles são sobreviventes”, fala Vik Muniz.

waste-land-documentario,documentario sobre vik muniz,waste land documenthary,underconstruction blog, indicado ao oscar

É impressionante como ele conseguiu transparecer uma realidade muito triste. Revelou o cotidiano de pessoas que fazem um trabalho super importante para a sociedade, mas que na maioria das vezes são descriminadas, desvalorizadas e sem perspectiva para o futuro. E além disso o dinheiro arrecadado com as obras que serão vendidas em leilões internacionais será doado para mudar a vida dessas pessoas.

waste-land-documentario,documentario sobre vik muniz,waste land documenthary,underconstruction blog, indicado ao oscar

waste-land-documentario,documentario sobre vik muniz,waste land documenthary,underconstruction blog, indicado ao oscar

waste-land-documentario,documentario sobre vik muniz,waste land documenthary,underconstruction blog, indicado ao oscar

Leia também:

Recifes artificiais feitos de esculturas

JR, considerado um dos melhores artistas de rua assim como Banksy

Neozoon, instalações feitas com pele de animais

comentários
  1. Muito bom! espero que as obras consigam arrecadar um bom dinheiro para ajudar essa gente

  2. Maiscerveja disse:

    muito bom o post

  3. I have just stumbled myself again!!! nice!!!

  4. JOAO disse:

    mas o documentário é só isto ou tem masi , onde baixar completo…. muito bom

  5. Oi João

    Nesse link vc pode assistir o documentario on line ou fazer o download, mas tem que baixar um programinha junto, nao testei, boa sorte!

    http://www.nyalines.com/watch-movie-online-/watch-waste-land-2010-movie-free-online/

    abrs

  6. Ronaldo disse:

    Segue uma dica para quem ainda nao viu e nao conhece, o antigo documentario Ilha das Flores, produzido aqui em Porto Alegre.

  7. aldo fraga disse:

    TIRANDO ONDA COM O SOFRIMENTO DOS CATADORES.QUE MER…………….

  8. aldo fraga disse:

    sou mais um sobrevivente do aterro.durante 8 anos eu vi de tudo um pouco,GRINGO OTÁRIO ERA O QUE MAIS TINHA.USANDO CHEPERO DE TRAMPULIM.quero ver vc tirar essa onda 1 dia no rampão

  9. Samanta disse:

    Vik Muniz merece o mérito concerteza por esse documentário,obviamente os cantadores de lixo também,além de vik muniz ser um artista que zela pelos valores internos como fez na obra “Crianças de Açúcar”,se preocupou novamente por esses cantadores que por tras do preconceito temos o fato de sermos todos seres humanos e as obras é claro ficaram perfeitas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s